sexta-feira, novembro 21, 2008

Ele faz as coisas pra se auto afirmar..
- "você não manda em mim, baby!"

Ela não entendia pra que tanta besteira se ele próprio já havia dito que não faria mais esse tipo de coisa.
Ele insiste.
- "você não manda em mim, baby!"

Aquelas situações só serviam para confirmar os pensamentos dela. Mas, ela sonha com o dia em que tudo isso vai se acertar. Não sabia de onde vinha aquela paciência que outrora tanto lhe fez falta. Não sabia? Sabia sim, do amor que era maior do que tudo.
Mas, até quando?

______________________
Pra quem conseguir absorver alguma coisa, que bom.
Mais um post perdido no tempo.
2 pots seguidos pra quem tiver paciência de lê-los.

Ouvindo: Legião Urbana - Ainda é cedo ao vivo em algum lugar.

Vale a pena ressaltar uma parte do que ele diz durante a música, parece muito comigo.

" Vocês querem saber por que essa história acabou?
Porque eu gosto muito de dar ordem. Se as coisas não tão do jeito que eu quero eu mando aumentar a guitarra, mado abaixar a guitarra, mando fazer isso..
Mas isso você não pode fazer, principalmente no amor. Eu nem sei direito o que que é o amor.
E você não pode ter uma relação de força, de poder, sabe? Tem que ser uma outra coisa.
E eu já sofri muito na vida por causa disso, tanta gente já foi embora da minha vida por causa disso, por que eu sou mandão, sabe qual é?
Com a melhor das intenções. haha."

Renato Russo.

Eu até podia colocar a música aqui, mas hoje, ela é só minha.

7 comentários:

Karolina disse...

oi anne,

o amor supera muitas coisas, muitos erros. Mas até quando? É uma boa pergunta.

Tbm adorei a última frase do seu post. As vezes guardo músicas pra mim. Recentemente foi o caso com a música "Love Song". Dá pra ouvir no meu blog. Tá no playlist =) Tem umas músicas q mexem com a gente. Parece q é pra vc, ou pr'aquele momento da sua vida.

Um abraço

"Esquecer não está no meu querer e penso sempre em unir... Coração, amizade, carinho com atenção."

Cayetano Delaura disse...

Eu vou voltar a postar. Espero que logo.

Mas teus textos são sempre cheios de uma tensão que eu não sei classificar. Isso deve ser muito bom.

Beijos, menina! :*

° Beta ° disse...

Primeiro: obrigada pela visita lá no Alma em Punho e pelo comentário carinhoso. Depois: Renato Russo tem mesmo o dom, vai dizer? Ah, tem sim. Beijo grande. :)

Karolina disse...

= = = = = = = KAROLINA = = = = = = =

oláááááá!
adorei a visita. espero pelo seu proximo post, td bem?
meu abraço

= = = = = = = KAROLINA = = = = = =

Café no sangue cura. disse...

adoro as coisas que voce posta aqui! não canso de ler, faz bem! o/
sempre tem algo a dizer e sempre diz.

:) :*

Um poço de disse...

eu concordo quando a música simplesmente se encaixa naquilo que estamos sentindo, num mommento que seja.

Entendo que tenhamos que ser forte pra umas coisas, e pra outras não evitamos ser fracos.

Acredito que a música é uma linguagem divida..por isso às vezes, e na maioria delas, apenas significam o que sentimos.

Feliz seu post duplo.
Adoro.

:****

Café no sangue cura. disse...

Esqueceu o blog? :/
não pode cara :(

:**