segunda-feira, maio 16, 2011

Agridoce


Eles são iguais.

Todo aquele desenho frio,
Todas aquelas palavras quentes,
Todo o estilo de homem bomba,
Toda mentira de gente carente.

Ele não sabe como ela é.
Ele apenas imagina o quanto é bom.
Ela sabe que ele a testa,
Querendo ouvir aquele seu som.

Eles conversam sobre as vidas,
Sobre as idas e vindas marcadas na tela.
Ela sabe que ele (só)mente,
E se delicia com o sorriso dela.

Ele burla a distância da lente
Invade suas roupas, seu cheiro, de frente.
E ela gosta de ouvir, displicente
Os planos cafagestes que ele tem na mente.

E é desse artifício que ele se utiliza
Contamina a pobre moça, enfeitiça.
Ah, se um dia eu te encontro.
Desfaço tuas mentiras num único canto - diz ela.

E é nessa icógnita que a semana passa
Abraços, beijos, cigarros piratas
Enquanto existir pirraça
Na cama e na graça é que eles hão de ficar.

Entre promessas violentas
Manhãs sonolentas são o que restam de novo
Enquanto existir o proibido gostoso
Ela há de esperar - a noite acabar, o dia chegar

...

Mas não se iludam os mais inocentes,
Ela também traz maldade nos dentes
Ela também diz mentiras pertinentes
E ele brinca com o veneno, docemente.


Ok, eu amo o Nicholson.

3 comentários:

.bárbara disse...

mininaaaaaaa...adorei seu textoo ^^

mas que parece um papo virtual dos mais quennnntes, aahhhh isso parece!

tem o Jack no seu msn????? o.o

uiaaaaaaaaaaaaaaa =P

valeu pelo comentário dona Anne, tô melhor já...hauahuhau
e vou mandar uma mensagem pro meu dreadfriend hoje ^^

eu tb chorei um monte...o.o

:****

.bárbara disse...

éeeee minha filha...lidar com gente(inha) é isso..e olha, os que tem dinheiro são os pioreeeeeesssssss...

mas fazer o que, levantar a mão pro céu e agradecer a Deus por mais um dia em que podemos levantar, respirar, sentir o sol...

:****

Pêaga Rodrigues disse...

não comentei antes aqui por não saber o que dizer!

só que é um poema FODA, literalmente. PQP!

ahahaha ja falei que gosto de voce escrevendo poemas!

:***