quarta-feira, fevereiro 23, 2011

Licença, preciso desabafar.


Ando tão desapontada com a falta de cuidado das pessoas com as pessoas, em gerall, que estou me sentindo meio imbecil ultimamente por ser a única a achar isso preocupante.
Sabe quando falta um "bom dia, como você esta?"
Não importa mais se as pessoas estão doentes, com problemas na família ou simplesmente passando por um dia ruim, é cobrança em cima de cobrança. E o pior disso tudo é ter que passar ileso por situações de falsidade. Eu, definitivamente, não sei fingir gostar de alguém ou ser amiga desse alguém por interesses profissionais ou qualquer outro que seja. Acho isso nojento.

Eu procuro ser coerente nas coisas que faço e, acima de tudo, respeitar as pessoas dentro do que elas são e de suas capacidades. Só que, paciência tem limite. E a minha já é bem curta. Mesmo você fazendo "um bem" leva o tapa na cara, o que me leva a pensar em quais são os valores que as pessoas cultivam dentro delas.
É muito complicado conviver com pessoas muito diferentes e ainda mais quando elas não se esforçam para melhorar essa convivência e aí eu pergunto, como lidar?

Sei que ainda vou encontrar no meu caminho muitas pessoas como esta que agora me tira do sério e que isso, com certeza, é mais um dos testes para me fazerem sair do estado em que me encontro hoje e evoluir. Mas, não posso passar por isso calada. Me revolta a falta de atenção das pessoas, de profissionalismo e ética. Trazer o seu jeitinho mimado para dentro do seu trabalho não vai fazer com que as pessoas lhe atendam como seus pais. Cresce, gente!

Aprendam que a vida, sobretudo a profissional, não é feita de aparências! Você precisa buscar a verdade e a transparência no que faz! Só assim você crescerá e não precisará mais chorar toda vez que comete um erro.

______________

Aliviada um pouco da tensão, vamos ao que me deu "inspiração" - cara de pau a minha, para o título do texto!
Vi um pequeno VT sobre a campanha "Dá licença, eu sou pai!" e fiquei tão feliz com essa pequena grande evolução que não poderia deixar de registrar isso aqui!



Ai, é nessas horas que ainda acredito que esse país tem jeito!


Um comentário:

.bárbara disse...

hahahhaa Oooohh Anne, me desculpa mas é que tenho uma assim lá no trampo tb, acho que vc deu sua opinião sobre ela uma vez...

contudo não citei sobre a parte dela ser mimada assim tb e ficar fazendo charminho com o povo..

é meu bem, não dá pra ficar calada, isso sufoca.

aaahhhhh ameiii o vt ^^ tb acho que deveria ser mais tempo ué..até porque tm algumas mamães que só tem o marido na vida, e mais ningu´m pra ajudar no primeiro mês...

p.s.: aahhh, adorei seu comentário sobre romance, e realmente HOJE podemos ver o quanto temos coisas em comum..o.o

obrigadaaa pelo comentário.

:**