segunda-feira, março 16, 2009

no surprises.


Parecia que o mundo estava distorcido, me sentia perdido, sem rumo.
Parecia que mundo me enganava, me fazia iludido, sem prumo.
Parecia que não me queria mais por perto, mundo besta, imundo.

Mas percebi que estava de olhos fechados, sonhara a respeito do mundo.
Quando abri os olhos, não era o mundo que estava perdido, sem rumo.
Não era o mundo que estava iludido, sem prumo, era eu o besta e o imundo.

O mundo, não se moveu de onde estava, eu que me mexi.
O mundo não me partiu o coração, eu que parti.
O mundo não me machucou, eu que morri.

___________________________________________
anne elisabeth. (agorinha mesmo, fruto de inspiração instantanea)


ouvindo: Nude - Radiohead.


ps: sim, eu queria estar no show deles na semana que vem.

2 comentários:

Maiara. disse...

Que texto, viu!
Sempre escrevendo bem,bem,bem!
;****
___
Você viu a reportagem que teve deles no fantástico ?
Chorei quando passou No Surprises, É LINDA demais!

Café no sangue cura. disse...

O mundo, não se moveu de onde estava, eu que me mexi.
O mundo não me partiu o coração, eu que parti.
O mundo não me machucou, eu que morri.

simplesmente demais isso tudo!
saudade de vir aqui haha andei sumido.
mas voce continua escrevendo muito bem hehe nao morra pra isso ;)

:*